:: Voltar ::

Finalmente saiu a grande entrevista com Os Naypes, apesar de muita demora pudemos conhecer a fundo tanto a turma quantos os dois integrantes que participaram da entrevista, Borto e Luiz. Tivemos a oportunidade de conhecer a turma que gosta de vencer desafios, criados por ela mesma como o Pião de 45 metros riscado, entre muitos outros grandes projetos. A entrevista rolou na casa do Bortolotto uma pessoa muito gente boa, capaz, que se preocupa em tratar bem todos a quem recebe, que tem um zelo muito grande pelo nome da turma que criou, a ponto de correr atrás de muitas informações para esta entrevista vir a ao escritório do Planeta Balão para ver o andamento de tudo, enfim um cara que realmente está preocupado em fazer um bom trabalho e acima de tudo nos ajudar,  esta foi uma grande entrevista regada à cerveja e bom vinho que estava guardado a um bom tempo e foi aberto para dar o tom da conversa, alem de muitas pizzas e o que não poderia faltar muitas fitas de balões dos Naypes para matarmos as saudades de velhos balões, isso serviu para descontrair o ambiente, descobrimos muitas coisas interessantes da turma dentre elas que balão é levado extremamente a sério por todos os integrantes com horários e dias previamente marcados como funciona uma empresa, apesar disso não deixa de ter o lado amigo e divertido. Balão para Os Naypes é mais que um hobby chega ser um estilo de vida, descobrimos que para chegar onde estão hoje eles tiveram que aprender muitas coisas, começaram por baixo com balões pequenos, queimaram alguns, aprederam com outros, e hoje estão onde estão. Pudemos conhecer um pouco mais também da personalidade do Bortolotto uma pessoa que gosta de tudo organizado e bem feito e gente finíssima, que entende muito de balões tem bagagem para muitas e muitas histórias, e o Luiz que também esta há bastante tempo nos Naypes e tem bastante história para contar, gosta de fogueteiros como ninguem,alem de ser gente boa e entender bem de balões. Já a história recente dos Naypes quase nem precisa ser contada, pois é tida por muitas pessoas do meio com uma das melhores turma de balões em São Paulo e como diriam muitos do Brasil, Uma turma que no ano de 2002 foi HOUR CONCOURS, com o Pião de 45 metros.  Nós aqui do site que conferimos diariamente o trabalho de muitas turmas e conhecemos também muita coisa antiga, podemos dizer que a afirmação acima tem fundamentos. Nas linhas abaixo vamos dissertar sobre vários assuntos saber um pouco mais do que gostam, como agem e o que pensam Os Naypes e permear os bastidores dos balões soltos pelos eles. O rítimo da entrevista foi legal e por diversas vezes paramos para relembrar “causos” de muitos balões deles e dos outras turmas, lembrar solturas, falar de pessoas antigas e atuais, sobre eventos e situações, falar de amigos das saudades de tempos atrás, enfim a conversa teve vários enredos e um só assunto balões.

Planeta Balão – Quando foi fundado Os Naypes.

Os Naypes – Dia 01 de Junho de 1986


Planeta Balão - Como surgiu o gosto por balões?

Os Naypes – Já nascemos com o gosto, ta no sangue.


Planeta Balão - No início, quem incentivou a fazer balões?

Os Naypes – Anízio da Maçarico, Alex da Balão Mágico.


Planeta Balão - Porque o nome Os Naypes?

Os Naypes – Pelo fato de um pessoal da Turma quer gostava muito de jogar baralho do tipo Pife, Buraco, então sugeriram este nome.


Planeta Balão – Qual o maior desafio até hoje para vocês?

Os Naypes – Com certeza o Pião de 45 metros, pelo fato de ser muito grande, por ser riscado, pela  antena, pela bucha, pela soltura e pela dificuldade, é um tipo de balão que para fazer de novo vamos pensar duas vezes.


Planeta Balão - Quem são Os Naypes hoje?

Os Naypes – Bortolloto, Luiz, Binho, Rogério, Beto ,Teia, Zoinho e Carlinhos.  

Planeta Balão - Vocês tem idéia do tamanho que vocês tem no meio da comunidade baloeira?

Os Naypes – Com certeza, e é a única coisa que ganhamos com isso, é legal chegar nos lugares e ser reconhecido, receber elogios, dizerem que gostaram do nosso trabalho e também a responsabilidade aumenta mais.


Planeta Balão – Vocês se preocupam com isso?

Os Naypes – Sim, e é por isso que ninguém faz o balão seu eu(Bortolloto) não por a mão, não existe 

o lance de colocar o nome dos Os Naypes para nada, se um cara da turma quer fazer um balão sozinho, ele que faça lá na casa dele e também não coloque o nome dos Naypes no balão que ele fizer.


Planeta Balão – Vocês acham que o balão tem a ver mais com o tamanho ou mais com a decoração e a qualidade do balão?

Os Naypes – Com as duas coisas.  

Planeta Balão – Mas vocês acham que o tamanho do balão importa?

Os Naypes – Achamos que não importa, mas se você conseguir juntar as duas coisas é bom.


Planeta Balão – Os Naypes fariam um Pião de 14 metros, hoje?

Os Naypes – Com certeza.


Planeta Balão – Vocês não se sentem mimorizados por isso?

Os Naypes – Não, de jeito nenhum, você vê, por exemplo, o balão que soltamos no festival do Paulinho Cometinha, era um balão de nível e era pequeno.


Planeta Balão - Existe algum projeto que não executaram? Porque?

Os Naypes – Não todos os projetos que pensamos, fizemos.


Planeta Balão - Como é definido o tamanho, molde, tema, tipo do balão?

Os Naypes É definido por mim Borto, os desenhos (balão e bandeira) normalmente eu já tenho na cabeça e o balão também, levo os desenhos para os desenhistas e peço do jeito que eu quero, quando ia ver estava até melhor do que eu pensava, nunca me adaptei com esse lance de pegar o leque pronto, já o tipo de  balão(molde e formato) e o tamanho é definido pela turma. No Pião de 45 agora ficamos eu minha esposa e meus filhos procurando desenhos em revistas japonesas que já tínhamos, até achar dos desenhos do balão e da bandeira.


Planeta Balão - Quem faz os leques, e riscam seus balões?

Os Naypes – O Silvio já riscou alguma coisa, hoje já trabalhei com o Coquinho, Sola, e algumas bandeiras pelo Grow.

 

Planeta Balão - Como é o esquema de pagamento do que precisa para custear o balão. É tudo arrecadado de uma vez?

Os Naypes – Não o valor é arrecadado conforme se vai fazendo o balão, boa parte é paga pelo Borto, o restante é dividido pelos demais membros da turma, não existe mensalidade.  

Planeta Balão –Quais são seus principais balões?

Os Naypes

   Ø       Pião de 20 metros Fogueteiro Diurno em 92.
Ø       11x11 Verde Fogueteiro Diurno.
Ø      
12x12 Vermelho Fogueteiro Diurno em 94.
Ø      
Pião de 30 metros Bandeira da Bela e a Fera em 93 (boca de ouro).
Ø      
Pião de 24 metros Bandeira Unicórnio em 95.
Ø      
Pião de 24 metros Fogos e bandeira de Ouro Preto em 94.
Ø      
Pião de 24 metros Bandeira das Musas em 96.
Ø      
Modelado de 36 metros montado Fogueteiro Diurno em 96.
Ø      
Pião de 40 metros Bandeira Batman em 98.
Ø      
Pião de 24 metros Bandeira Drácula em 98(boca de ouro).
Ø      
Truff de 28 metros Bandeira em homenagem ao jogador de basquete Oscar em 99.(boca de Ouro).
Ø      
Modelado de 32 metros Fogueteiro Diurno em 2.000.(boca de ouro).
Ø      
Modelado de 21 metros Bandeira Mestre dos Desejos em 2001(junto com a turma Arte Proibida). (boca de ouro).
Ø      
Pião de 45 metros Bandeira Arte Oriental em 2.002.  

Planeta Balão - De todos os balões feitos pelo naypes, vocês gostariam de ter todos de volta, ou apenas quais?

 Os Naypes(Borto) Pião de 45 metros, pelo que nós fizemos nele e pelo que ele representou no meio do balão. (Luiz) Modelado de 36 metros porque eu gosto de fogueteiro, e por na época ter sido uns dos primeiros fogueteiros grandes modelados a subir em São Paulo, por ser uma coisa inédita e pela soltura que foi um espetáculo com certeza é um balão que eu jamais vou esquecer.

 
Planeta Balão – No Pião de 45 qual a hora que mais preocupou?

Os Naypes – Foi na Hora que o balão inclinou e saiu fora da antena, mas no final deu tudo certo.  

Planeta Balão - Qual o motivo de escolher o dia da Final da Copa do Mundo para soltar o Pião de 45?

Os Naypes – Estávamos preocupados com a repressão que estava forte, e entre nós tínhamos decido 

que se o Brasil fosse a final este seria o dia.


Planeta Balão – O Pião de 45 metros, se lhes devolvessem vocês pegariam de volta?

Os Naypes – Com certeza


Planeta Balão – Quanto vocês pagariam por ele?

Os Naypes – Às vezes nada o que faríamos na verdade era ver se eles devolveriam para soltarmos junto com eles, nada mais.  

Planeta Balão – Sobre a abertura do Modelado de 32 metros, foi intencional ou ocasional uma implosão rápida como aquela?

Os Naypes -  Foi intencional, testamos vários pavios no final sabíamos que a abertura iria acontecer em torno de 2 ou 3 minutos.


Planeta Balão - Como foi o lance do 11x11 verde que vocês tiveram de volta, foi mesmo comprado e ainda dado um 5x5 no negocio?

Os Naypes – Ficamos sabendo que o pessoal que havia catado o balão e não tinha condição de soltar o balão, fomos na sede deles e negociamos a troca por uma boca de um 5x5, um 7x7 cortado e folhas de seda, o único problema é que na hora da troca o pai de um dos garotos não queira fazer a troca, achava um absurdo não ficar com o balão grande, o negócio já estava fechado, mas o pai do garoto insistia em não dar o balão então quando de uma esmorecida jogamos o balão na perua e fomos embora.  


Planeta Balão- Como foi o lance do projeto do modelado de 21 metros com a Turma Arte Proibida?

Os Naypes- Nós Tinhamos todos os desenhos do balão em mãos, mas estavamos com o modelado de 32 metros na bancada, então acertamos os detalhes deste projeto com a Arte Proibida e colocamos em prática.


Planeta Balão – No Truff de 28 metros porque a homenagem ao Oscar?

Os Naypes – Por que o Oscar é esportista que realmente merece ser homenageado, por tudo que ele faz no esporte e pela sua garra.


Planeta Balão – Vocês gostam de basquete?

Os Naypes – Sim, gostamos de todos os esportes.

Planeta Balão – Mas de qual esporte gostam mais?

Os Naypes - Futebol  

 

Planeta Balão - É verdade que ele sabia da homenagem, e que ele iria à soltura?

Os Naypes – Sim, ele sabia e o Luizinho da Zeppelin do Tatuapé que iria leva-lo, na época o Oscar estava em Barueri e o balão subiu em Itapevi, já estava tudo combinado, mas ele não foi por causa de um compromisso no Rio de Janeiro, mas depois chegou até ele um Poster do balão e bandeira, que deixou ele muito feliz.


Planeta Balão - Tem mais alguém que Os Naypes fariam homenagem?

Os Naypes – Não, achamos que quem deveria ser homenageado já foi homenageado o que já fizemos está de bom tamanho.


Planeta Balão - Tem alguém que era de outra turma, e veio para Os Naypes?

Os Naypes – Sim, o Beto, o Téia e o Rogério.


Planeta Balão – Qual o melhor fotografo para vocês?

Os Naypes – O Zezinho.


Planeta Balão –E o melhor desenhista.

Os Naypes – Coquinho e Silvio.  

Planeta Balão - Melhor cinegrafista, que fez as imagens do Pião de 45 metros?

Os Naypes – Paulinho da Paixão.


Planeta Balão – O que mais marcou a turma até agora?

Os Naypes - A união  

Planeta Balão - Existe alguma turma que acabou e vocês gostariam que voltasse?

Os Naypes – Seria melhor que voltassem os velhos tempos e não apenas uma turma e sim todas.


Planeta Balão
– Qual o sonho da turma?

Os Naypes – Não temos, todos foram realizados.


Planeta Balão – Os Naypes passariam do Pião de 45 metros?

Os Naypes – Hoje não.  

Planeta Balão - Fariam a réplica de algum balão?

Os Naypes – Não.


Planeta Balão – Por que Os Naypes nunca fizeram painel, nem fogueteiro noturno, algo contra a noite, cisma etc?

Os Naypes – Já fizemos letreiros, agora quanto ao lance de painel e fogueteiro Noturno não faltará oportunidade.


Planeta Balão – Os Naypes tem vontade de fazer um painel?

Os Naypes – Sim.


Planeta Balão – Está longe deste dia?

Os Naypes – Não, ta perto, podem esperar. Aguardem!!!


Planeta Balão – E Bagdá?

Os Naypes – O nosso negocio é Pião.


Planeta Balão - E Golfier, vão soltar algum dia?

Os Naypes – É difícil.


Planeta Balão – E tão esperado painel como será?

Os Naypes –Não temos idéia ainda.  

Planeta Balão - Os Naypes fazem resgate ou já fizeram? Porque?

Os Naypes – Já fizemos muito raramente, hoje achamos que isto não acrescenta nada na turma, nós preferimos e fazer e soltar.


Planeta Balão – Como é o resgate hoje?

Os Naypes – Eles nunca pensam no balão, vão só para se divertir, apesar do resgate ser muito emocionante, mas hoje não é legal.


Planeta Balão – O que vocês acham das Turmas especializadas em resgates?

Os Naypes – Sem comentários.


Planeta Balão - O resgate denigre a imagem do balão?

Os Naypes – Com certeza, o balão sobe no meio do mato, quase ninguém vê, mas se por acaso descer na cidade ai é que mora o perigo, é gente invadindo casa, quebrando tudo, fazendo a maior arruaça.


 Planeta Balão – Tem alguma solução para melhorar o resgate?

Os Naypes – Não, porque o que vem do alto não tem como se organizar, também pelo fato de nem todos que estão no resgate são baloeiros tem gente de toda e qualquer espécie.


Planeta Balão - O que fazer para melhorar o resgate?

Os Naypes – Se na hora do resgate prevalecesse à amizade seria a salvação do balão.


Planeta Balão – Conte-nos um fato curioso.

Os Naypes – Uma vez soltamos um Pião de 20 metros fogueteiro, o balão subiu, estourou os fogos e eu(Luiz) fui embora, quando passei em frente a sede foi a maior emoção o balão estava no meio da rua e o pessoal todo alegre dizendo que havia pegado o balão.


Planeta Balão – Qual a parte mais difícil para se fazer no balão?

Os Naypes – Decorar, seja riscado ou taqueado.  

Planeta Balão - Qual a parte mais fácil para se fazer no balão?

Os Naypes – Fechar e cintar, para nos é um prazer.  

Planeta Balão - Quem corta seus balões?

Os Naypes – André do Imirim e Paulinho da Icaro.


Planeta Balão - Depois do Pião de 28 qual o próximo projeto?

Os Naypes – Modelado de 24 metros Fogueteiro diurno.


Planeta Balão – Pode-se esperar um fogueteiro noturno?

Os Naypes – É difícil.


Planeta Balão – Qual a opinião de vocês sobre festivais?

Os Naypes – Legal, nós vamos quando convidados para soltar balão e vamos para prestigiar, não para concorrer. Se convidarem a gente vai.


Planeta Balão – Soltariam um balão de 6 metros em um festival?

Os Naypes – Soltaríamos um balão maior de uns 14 metros para prestigiar o evento e para que todos pudessem se agradar, mas não para competir com os outros como disse para prestigiar o evento.


 Planeta Balão - Opinião sobre boca de ouro.

Os Naypes – É legal, incentiva às turmas, mas não deixava de ter panela.


Planeta Balão – Mas se voltasse a boca de ouro, vocês participariam?

Os Naypes – Não participaríamos


Planeta Balão - Qual a sensação de ganhar o prêmio boca de ouro?

Os Naypes – Muito emocionante  

Planeta Balão – Quantas vocês já ganharam?

Os Naypes – 05 vezes.


Planeta Balão – Já esperavam por isso?

Os Naypes – Sim, mas mesmo assim decisão é decisão e só na hora acreditamos mesmo ter ganhado.


Planeta Balão – Mas se no Pião de 28 metros, vocês ganhassem boca de ouro o que vocês fariam?

Os Naypes – Iríamos achar outro balão para dar o troféu.


Planeta Balão - Quem passa uns toques sobre as novas técnicas?

Os Naypes – Todos, desde o mais pequeno até o mais grande, não importa estamos de ouvidos abertos para cada dia aprender mais.


Planeta Balão - Vocês se preocupam com segurança do balão, também na descida ou tanto faz? Acham que o resgate existe para isso?

Os Naypes – Nós preocupamos e muito com isso, por isso não soltamos balões na época de seca, etc.


Planeta Balão - Qual é a melhor turma na opinião de vocês (SP, RJ, PR)?

Os Naypes:

SP: Emenda (por tudo que representa para o balão)
RJ: Serpente
PR: Arte Proibida


Planeta Balão - A competição entre turmas é legal?

Os Naypes – É legal pelo fato de fazer com que cada vez mais o balão fique mais bonito.

Planeta Balão – Cite algumas pessoas do meio.

Os Naypes – Para nós todos aqueles que realmente gostam de balão.  

Planeta Balão – Sobre o Pião de 40 metros Batman o que realmente houve? Vocês já esperavam que o balão estourasse?

Os Naypes – O que aconteceu foi que o balão molhou o cone na casa do grow, o reforçamos, mesmo sabendo que iria estourar, resolvemos soltar e tentar a sorte, fato que não aconteceu no chão, mas no alto estourou o que já esperávamos, apesar de ainda ter ficado bastante tempo no ar.


Planeta Balão - Como foi a reação sobre o falecimento do Claudinho?

Os Naypes – A pior possível ele era muito nosso amigo até hoje sentimos falta dele.


Planeta Balão – Quem são os amigos dos naypes?

Os Naypes – Ao longo do caminho fizemos muitos amigos, seriamos injustos ao citar nomes.


Planeta Balão - O melhor balão que já soltaram e porque?

Os Naypes – Pião de 45 metros porque se tratava de um balão grande e riscado, e que deu tudo certo.


Planeta Balão – Em uma soltura que não esta indo muito bem vocês se intrometem ou não?

Os Naypes – Depende, às vezes se vimos algo que vai prejudicar a soltura e nós podemos ajudar, se der a gente vai e ajuda, apesar de que os amigos pedem ajuda, os outros não, mas nunca aconteceu de negarem a ajuda, apesar de que às vezes a gente se envolver mesmo sem perceber, tudo isso fazemos pensando no balão.


Planeta Balão – E vocês já foram ajudados?

Os Naypes – Sim.

Planeta Balão – Vocês se sentem um nível a mais do que as outras turmas?

Os Naypes – Não, só pensamos em fazer nossos balões, e melhorar cada vez mais.


Planeta Balão - A questão do balão é o meio ambiente é o que mais pega para o baloeiro, vocês acham que se pode chegar ao meio termo? Que possa se chegar aos balões que caem apagados em 100% dos casos?

Os Naypes – É difícil, mas não impossível.

Planeta Balão - Já tiveram alguma idéia bem diferente que não colocaram em prática?(citar qualquer idéia quanto à bucha, fechamento papel etc.).

Os Naypes – Nenhuma.  

Planeta Balão - Muitas turmas se espelham em vocês, Os Naypes já se espelharam em alguma turma?

Os Naypes – Sim , na Emenda.


 Planeta Balão - O que poderia ser feito para o balão ser legalizado?

Os Naypes – É a mesma coisa que procurar agulha no palheiro é muito difícil, mas um fato que poderia dar um começo é o resgate.


Planeta Balão –O que acham do gigantismo?

Os Naypes – Não somos contra, independente do tamanho, tem que se fazer com segurança e não podemos falar muito porque nós fazemos balões grandes, leva-se também em consideração que um balão é feito de papel e o papel resiste até um certo tamanho fora disso não da pra se fazer nada, acreditamos que o tamanho vai até aquele que ele pode fazer, não sabemos até que tamanho o balão pode chegar. 

Planeta Balão - O melhor lugar para soltura?

Os Naypes – Com certeza Itapevi.


Planeta Balão - Deve-se cobrar para ver uma soltura?

Os Naypes   Depende de cada turma, nós, por exemplo, não cobramos, já até pensamos que pedir um kilo de alimento para depois doar para uma instituição e pedir para o pessoal da instituição dizer que foi doado por baloeiros, na tentativa e melhorar nossa imagem.


Planeta Balão – Vocês pagam para ver balão?

Os Naypes – Pagamos sim.


Planeta Balão - Conte-nos um mico.

Os Naypes – O Pião de 30 metros, que queimou no maçarico perdemos todo nosso trabalho de mais ou menos um ano.


Planeta Balão – Qual o balão de vocês que mais entristeceu a turma?

Os Naypes - O Pião de 40 metros do Batman.

 

Planeta Balão – Qual o balão de qualquer turma inclusive vocês que entristeceu vocês?

Os Naypes - O modelado de 24 metros da Carioca.


Planeta Balão – O que aconteceu no balão da Carioca?

Os Naypes – Tinha muito cacique para pouco índio, muita estrela para pouca constelação, muita gente ajudando, mas na hora não deu nada certo, na soltura tem que ter muito comando, eu (Borto) fiquei tão chateado que vim o caminho inteiro sem falar nada, só falei alguma coisa perto de casa e ainda falei bem pouco, não tinha pique pra nada. Este balão me entristeceu como se fosse um projeto meu. Acho que nem nos meus balões que deram algum galho fiquei tão triste quanto neste.


 Planeta Balão - O modelado de 14 metros, solto no festival do Paulinho Cometinha, Os Naypes ganharam o festival, como foi isto?

Os Naypes – na verdade o balão que era para ganhar era o da Turma Alados do Céu, era tão fácil de se julgar, pois os 2 saíram juntos, e nós só fomos no festival para prestigiar, pelo convite do Paulinho, não tínhamos nem intenção de ganhar nada, mas o balão da Turma Alados do Céu acabou estourando e o primeiro lugar ficou para nós, na verdade demos sorte.

Planeta Balão – Que turmas vocês acham que estão em ascensão, hoje?

Os Naypes – Amor a Arte de Ribeira Pires, Jóia Rara e Colorir.


Planeta Balão - Conselhos para todos os baloeiros tanto novos, quanto veteranos e para o pessoal do resgate.

Os Naypes – Em todos os casos ser sempre humilde.


Planeta Balão – Vocês sentem falta de alguém que saiu da turma?

Os Naypes – Não.


Planeta Balão - Que tipo de som os Naypes em geral curte?

Os Naypes –Rock e Samba.


Planeta Balão - Bandas ou conjuntos que gostam mais?

Os Naypes – Por unanimidade Pink Floyd.  

Planeta Balão - Agradecimentos criticas, desabafo, ou mandarem seu recado.  

 

Agradecimentos:

Borto - Ao Silvio, Coquinho, Sergio (Emenda) e ao Pedro e Caca (Estagio).

Luiz   Eu não acredito que temos este nome que vocês falam.

Considerações finais.
Os Naypes

 

Aos nossos balões, que através deles nos tornamos amigos, e com os balões vai nossa emoção, em pouco de nossas vidas, eles que deixam nosso mundo, mais coloridos, para quem se da a oportunidade de olhar para o céu com atenção, vai vê-los passar, coloridos, vivos. Pintamos uma das maiores criações de Deus, o céu. Independente das oscilações da vida, quando olhamos para a imensidão do espaço procurando compreender os acontecimentos, que vejamos nossos balões passar. E nos lembrar das coisas da vida, que não podemos deixar.

Queríamos salientar mais uma vez que perdemos um ótimo amigo, e um bom local de soltura (Claudinho Turma do Alvarenga). E Agradecer também ao Planeta Balão por este ótimo serviço prestado ao baloeiro era o que faltava no meio do balão, valeu!

 

Os Naypes.