Apaixonados por Balões, você é? Qual o tamanho da Sua paixão? Então Explica! 

Passou frio em campo esperando a grande hora da subida do balão, de manhã ou de noite. Passou meses, ou até mesmo anos para  fazer um balão, já brigou com a Mulher, namorada, por causa de balão,deixou de ir em festa, Viajou quilômetros, para outras cidades, ou mesmo para outro estado  para ver balão. 

Já fez resgate de bicicleta, já foi ver balão de ônibus ou trem, já dormiu no chão enrolado em cobertas perto da fogueira em um festival ou revoada, colecionou álbum de figurinhas, pôsteres, fotos, em vez de Procurar emprego ia para o TATI ver foto de balão que subiu no final de semana, já fez festa junina na sua rua, quermesse, e soltou muito sarapinha, já pegou vela derretida em capelinha, comprou vela de cemitério, pegou arame de cerca, arame da calota de carro para fazer boca. 

Já levou a mulher, namorada, para ver balão, fazendo a coitada passar frio, e ainda falar que é legal, tá dando risada... Fora  isso quando fala que vai subir cedo, e sobe de madrugada. 

Então bem vindo ao CLUBE, acompanho e vivo neste mundo chamado balão desde 1986, uns nos chamam de marginais outros de loucos, vândalos e por ai a fora, mas eles não avaliam o talento e a paixão que é fazer esta arte. Vi muito baloeiro bom fazendo belos  balões, e pararem por causa da repressão, e vejo hoje em dia muitos ainda acender a chama da paixão e voltar a fazer com a possibilidade do BALÃO DE AR QUENTE, nos regulamentados festivais.

Sem duvidas que hoje é o caminho mais conveniente para  fazer uma bela Festa como antigamente, e poder levar a Família.

Hoje vejo que tem muitos baloeiros, até mais que antigamente, mas não sobe tantos balões como antes, muitos curtem resgate, pois  ter uma bancada nos dias de hoje significa ficar com medo da Visita inesperada dos Homens da Lei, ou até mesmo desconfiança dos vizinhos, mas  a grande maioria tem aquela bancadinha, simples, humilde, um Madeirit velho,  num quartinho sem reboco, umas fotos penduradas na parede,  aqueles pôsteres dos álbuns de figurinhas, bocas e aranhas penduradas, um maçarico no cantinho, lanterninhas no teto do cômodo dos balões que foi ver,  e na gaveta aquele monte de projeto que todo dia ele muda, e cria a duvida de qual irá fazer,  porque  baloeiro é assim segue a tendência da Moda, pois é balão também é moda (risos), se subir um fogueteiro quer fazer um, se sobe letreiro quer fazer um, se sobe um riscadão quer fazer um, se sobe painel quer fazer um, toda  semana ele sonha  um balão diferente,  gasta o que não tem para realizar seus projetos, as vezes esquece de si mesmo, porque quem gosta de balão para estar no meio, hoje no século XXI, tem que ter rádio, celular, perfil nas redes sociais, e não pode de jeito nenhum ficar sem Internet, pois  neste momento não estaria vendo esta matéria. 

Eu Sou Mazinho – TURMA OTRA ART – Itaquá – São Paulo,  se você se identificou  nesta matéria mande seu comentário, sua sugestão, Planeta Balão esta a disposição de todos amantes desta arte chamada balão.

Um Abraço a todos, até a próxima, histórias para contar é o que não irá faltar.  

Agradecimentos ao Planeta Balão por acreditar na gente que a tanto tempo que esta nesta caminhada, que muitas vezes não reconhecida, mas que aquele Senhor Deus, abençoe a gente todos os dias, pois sem ele não somos ninguém.

| Leia outras Colunas do Mazinho|