Clique Aqui para conferir outros depoimentos



 

Modelado de 17 metros Buraco e Vai Quem Quer - SP

Ficha Técnica

Balão: Mod 17 mts – Buraco e Vai Quem Quer
TEMA : Portela – 87 anos de glorias
MOLDE : Serpente
GOMOS : 60 gomos
CONES : 4 cones
PAPEL : Seda
CINTAMENTO  : 120 cintas de durex 2 cm e fio de nylon branco
LEQUE : Bandeira Dudu Raios de Sol – Balão Fernando Evolution RJ
BOCA : 1,50 mts – Paulo Poá
BUCHA : 24 quilos Algodão e Parafina
RESPIRO : 10 por gomo de 10 mm.
BICO : 12 centímetros decorado com a Águia da Portela
BANDEIRA : 31 x 41

Início de Tudo:

O Andinho da Vai Quem Querer sempre me falava que gostaria de fazer um balão em homenagem a Escola de Samba Portela, pois já fazem mais de 4 anos que o mesmo desfila na Portela na Ala da Bateria e eu também como sou Portelense e sambista, resolvi  convidar o Andinho a fazer este balão,  em 2007 procuramos o Dudu da Raios de Sol para confecção do Projeto da Bandeira conseguimos os desenhos com um amigo do Andinho do RJ.

Confecção:

Enquanto o Andinho começou a fazer a bandeira eu (Ricardo) estava na procura de desenhos para confecção do leque balão foi quando entrei em contato com o Fernando da Evolution – RJ, e falei para ele que gostaríamos de fazer um balão com este tema e que já tínhamos o projeto da bandeira pronto, ele falou deixa comigo, e logo já me mandou o projeto e escolhemos o molde que o foi o mesmo do outro modelado de 17 que tínhamos soltado, chamamos o nosso amigo irmão Gordo – Emoção para começar a riscar o balão. Tiramos o molde na bancada do Boca (Luar e Boca) depois fomos para a bancada do Nilsão Baloucura para riscarmos o balão então o Gordo riscou o cone do bico e logo em seguida comecei a fazer o mesmo na minha gigantesca bancada de 90 cm (rsrsrsrsrsrs) quando estava terminando o cone do bico, partimos para riscar o cone do meio e o Gordo riscou a metade, pois como ele estava terminando de riscar o Golfier de 12 deles não deu para ele terminar os desenhos do cone do meio ai o Nilsão terminou para nos, mais para frente o Gordo terminou de riscar os dois cones da boca, como na minha monstruosa bancada não estava dando mais condições de fazer os gomos do balão, conversei com o Boca que nos recebeu em sua bancada e nos cedeu para que pudéssemos terminar o balão. Fiz os gomos praticamente sozinho, quando dava o Runho ia me ajudar, depois de pronto todos os gomos partimos para o fechamento e término do balão. Enquanto isso o Runho pintava as travessas da antena, aranha e confeccionava as buchas, juntamente com a ajuda do Luiz Claudio e do Robson.

Soltura:

Dia 11/09/2010 marcamos todos para nos encontrar na casa do Boca e saímos em direção ao campo, uma noite maravilhosa estrelada e sem vento algum,  montamos tudo e só estávamos esperando  o dia clarear, um fato que não percebemos que estava ventando muito, pelo local ser uma baixada não tinha como precisar, por volta das 3:30 fui buscar o nosso Grande amigo Anderson – Pira Arte, que estava aguardando em uma estradinha próxima, quando falei com o mesmo ele me disse que estava ventando muito, ate ai tudo bem.  Começamos a inflar o balão e ver todo nosso trabalho sendo agraciado por todos, balão em pé curtimos bastante ele ai decidimos por fogo na bucha e começamos a liberá-lo quando o mesmo começou a pegar a antena, pegamos uma ventania que pensei que perderíamos o balão ali, pois o fogo estava praticamente encostando-se ao papel, ai começou o trava daqui, libera da li, foi quando o mesmo saiu e pegou toda bandeira, mas como infelizmente o vento estava muito forte ele chegou a ficar com a bandeira toda na horizontal e logo depois a mesma veio a dobrar.

Emoção:

A emoção foi tanta que apesar de ter dobrado a antena não tirou o brilho do balão.

Resgate:

Segundo informações o mesmo desceu em Guarulhos por volta das 9:30 hs, e foi destruído no resgate.

Premiação:

A maior premiação que poderíamos receber foi a alegria de receber os parabéns de todos os amigos ali presente.

Agradecimentos:

Primeiramente a Deus por nos dar forças para lutarmos contra a ignorância do homem, que diz que somos marginais, e a todos que nos ajudaram de alguma forma desde o começo ate o fim, (Ricardo, Andinho, Runho, Gordo, a todos da Luar e Boca, Preguinho, Panga, Nilson, Daniel A.P., Igor, Leandro Arte Cores, Luiz Claudio, Mágico e ao Roberto - da T. Celeste pelo transporte do balão, valeu mesmo todos que estavam presentes no campo, dando aquela força, torcendo para que tudo desse certo.