Clique Aqui para conferir outros depoimentos



 

Pião de 15 metros Pequena Arte - SP

Ficha Técnica  

Tema - Desenhos retirados de revista de Tatto.
Molde: Spinne - 48 gomos.
Leque: Projeto elaborado pela própria turma.
Confecção: Batata desenhado no taco, bico e boca geométrico riscado.
Bandeira: Tamanho - 21,5 x 30 mts. 
Tempo de confecção: Balão, 2 meses e meio - Bandeira, sem o tempo exato.
Cabresto:  56,5 mts + Rede de boca 3,5 mts. totalizando  60 mts.
Antena: chapada - 3 travessas - 22,5 mts.
Bucha: 4 camadas, 32 cm largura - Peso – 16 kg.
Cintamento - Inicio com 10 cm, aumentando gradativamente até  25cm e depois baixando gradativamente até 10 cm novamente.
Respiros: Bico aberto 4 cm diâmetro + 6 furos por gomo.
Boca - 1,12 de diâmetro - Aranha - 1,15 de altura.

Inicio de Tudo 

O projeto da bandeira tem pelo menos 6 anos, o projeto inicial do balão seria para um Pião de 15 riscado, o leque foi iniciado mas não concluído, sendo atropelado por outros projetos na época. Apenas o ano passado acabou sendo decidido elaborar um novo projeto para balão, como a turma ainda não tinha confeccionado nenhum balão desenhado no taco, a turma resolveu que seria neste formato. Então o projeto foi elaborado pela própria turma, ficando a batata desenhado no taco, bico e boca geométrico riscado.

Confecção 

A bandeira foi iniciada a quase 6 anos atrás, foi iniciada, mas logo em seguida a mesma ficou parada um longo período, devido ao atropelo com vários outros projetos, o mesmo integrante que a iniciou, reiniciou sua confecção e foi fazendo ela quando dava, até que todas as placas ficaram prontas o ano passado. As placas da batata, foram sendo coladas quando ainda estávamos confeccionando a Bagdá de 22. O balão foi finalizado o ano passado, a bandeira foi finalizada no início deste ano, neste meio tempo ainda foram confeccionados, a careca de 10 mts e o modelado de 8 mts, projetinho de um integrante da turma que já tinha iniciado os gomos, desta forma foi decidido que soltaríamos os 3 juntos.

Soltura 

Com tudo pronto desde meados de março, foi necessário programar em data que conseguíssemos reunir todos da turma, depois de alguns adiamentos, foi marcado e mesmo assim ainda um integrante infelizmente devido ao trabalho, não pode comparecer.
Tudo no campo, aquela correria normal pra montar as antenas, esticar os cabrestos e deixar tudo no jeito pra encher os juninos, queríamos encher os 3 juntos e mandar pro alto quase simultaneamente, saiu primeiro o modelado de 8, a careca de 10 já estava tirando a bandeira quando o pião de 15 entrou nos guias, todos saíram perfeitos e na cabeça, céu limpinho e os três juninos no alto....e ainda dizem que venta neste campo (risos).

Emoção

Essa é sem dúvida alguma a melhor parte, ainda mais quando se vai pro campo com mais balões, assim que sobem, é o momento em que você extravasa, tira toda aquela tensão, quando você vê os trabalhos subindo, perfeito e dando tudo certo, a emoção toma conta mesmo, é indescritível.

Resgate 

Ficamos sabendo pelos amigos da Domínio que pegaram o balão com o pessoal da Projeto em Monteiro Lobato, resgate show. O balão desceu apagado.

Premiação

O balão está concorrendo, foi inscrito no boca de prata. Bom, não há nenhuma dúvida que o melhor premio de todos é o reconhecimento dos amigos e amantes da arte, quando se executa um belo trabalho e dá tudo certo, não existe coisa melhor do que esse reconhecimento, é gratificante e nos dá forças pra continuar elaborando novos projetos, mantendo nossa arte viva que é o mais importante. Esse é o nosso grande troféu.  

Agradecimentos: 

Agradecemos a todos da turma que estiveram envolvidos nestes projetos, agradecer aos amigos que direta ou indiretamente contribuíram de alguma forma, ao Pescador de lambari na peixaria, pela confecção da boca, aos balógrafos e vídeos filmados, sem eles o nosso trabalho não chegaria a todos. 

Agradecemos de coração e quem nos ajudou sabe, esses são nossos sinceros sentimentos.

O nosso muito Obrigado mais uma vez, e que venha o próximo junino!

Desejamos a todos ótimas festas juninas com seus familiares e amigos, com muita comida típica, dança, fogueira, quentão, vinho quente e principalmente nosso querido balão. Soltem com responsabilidade, sem prejudicar ao próximo, assim conseguiremos manter nossas tradições, mesmo que um canal hipócrita e bandido ditatorial queira que as pessoas marginalizem os artistas do papel, somos Baloeiros e não bandidos. 

Abraços a todos os amantes e baloeiros de verdade, diga não aos vândalos.

Turma Pequena Arte