Clique Aqui para conferir outros depoimentos



 

Modelado de 16 metros

Infinito (BR) e Tradicion Prohibida (CO)

 

Ficha Técnica:

Molde: Chaplim - Colorir (Fabinho)
Leque: Mimo, cedido a nós pelo Flavinho Rio
Cintamento: uma parte de 10 em 10 e outra de 15 em 15
Bucha: comprimento 55cm peso 26kilos
Tempo de Confecção: Balão 2 meses e bandeira mais 2 meses
Bandeira: 25 x 37
Tema: Che Guevara (projeto Dudu Raios de sol)
Cabresto: 62m, mais 4.5m cabresto de boca
Adereço: bola de isopor com 95cm de diametro (Alex art´s)


 

O início de tudo:

Em 2010 o Flavinho nos deu o leque de presente, fizemos o balão em 2011 para soltar com painel aqui em São Paulo, mas como painel não é nosso forte deixamos o balão pronto e acabamos passando outros projetos na frente e nisso o tempo foi passando e o balão guardado no segundo semestre de 2012 eu e minha esposa decidimos que iriamos viajar mas ainda não haviamos definido o destino e como nossos amigos colombianos já haviam nos convidado para ir para a Colombia conhecer o pais e seus balões decidimos que era para lá que iriamos, decidimos também que levariamos o 16m que estava pronto mas que não tinha bandeira ainda, então passamos nossa idéia ao resto da turma que gostou da idéia e sem se preocupar que não poderiam estar no campo fizeram a correria e em dois meses a bandeira estava pronta (não podemos esquecer do nosso amigo Davi Amigos da Noite que nos emprestou a bancada para fecharmos a bandeira já que haviam nos denunciado e perdemos a nossa).Tudo finalizado veio a parte mais interessante que foi colocar a bandeira na mala que não cabia mais uma folha de papel, o balão na outra mala e o adereço enviamos pelos Correios.

 

Confecção:

4 meses.

 

Soltura:

Chegamos em Medellin na madrugada de Sabado dia 5 para Domingo dia 6 e nossos amigos da Tradicion Prohibida nos recepcionaram no aeroporto mal deu para descansar e pouco depois fomos ver os balões que foram soltos por lá como almofadas de 20m com fogos da equipe Las Flores, golfier de 10 e modelado de 9 da mesma turma mas que foi feito por um garoto de 11 anos para a mãe dele (muito bacana a homenagem),enfim vimos vários balões logo no primeiro dia. Achavamos que só soltariamos nosso balão no proximo fim de semana já que lá o costume é soltar os balões aos domingos mas para nossa surpresa e alegria na Segunda dia 7 era feriado por lá e decidimos que soltariamos o balão na segunda mesmo o pessoal da Tradicion já havia feito a boca e a antena faltava o resto das buchas e o cabresto, o que não foi problema já que a bucha usamos a do truff de 20 fogueteiro deles que só seria solto no proximo Sabado e o cabresto foi puxado na hora como antigamente.Tudo pronto logo cedo fomos ao campo e o tempo estava muito bom com céu azul (um amigo Colombiano disse "olhha o céu, voçês tem muita sorte esta perfeito") mas ventava um pouco, mesmo assim montamos tudo derrepente o vento parou a Tradicion soltou um modelado de 9m e saiu na cabeça então enchemos nosso balão e na hora que acendemos a bucha o vento resolveu voltar o balão foi para as guias com vento mesmo, mas graças a Deus deu tudo certo e com muita calma controlamos bem o balão nas guias e ele subiu perfeito mostrando a arte brasileira em céus Colombianos.

 

Emoção:

Se soltar um balão aqui no Brasil já é impossível descrever a emoção imagina um balão solto em outro país com sua familia ao lado e pessoas que vibravam com aquela soltura sem nem nos conhecer direito, pessoas que estavam ali para apreciar a arte que torciam de verdade para que tudo desse certo, apesar de o balão ser relativamente simples as pessoas vibravam (acho que só entre os anos 80 e 90 vi pessoas vibrarem daquela forma aqui no Brasil com um 16m quando ainda tinhamos a verdadeira essencia que aos poucos estamos perdendo) como se o balão fosse deles e na verdade acho que era mais deles do que nosso pois eles realmente mereciam aquilo.

 

Resgate:

Quando chegamos uma das primeiras coisas que perguntamos foi a respeito do resgate e eles diziam que não faziam resgate que depois das montanhas era perigoso e que não tinha estradas, mas de tanto insistir um amigo nos levou no resgate e provamos que depois das montanhas existe vida e o melhor estradas que poderiam nos levar ao balão.Como a região é de muitas montanhas não conseguimos alcançar o balão mas paramos num local alto e podemos filmar de longe a queda dele marcamos o local e mesmo assim diziam que não haveria estradas, disse a eles que brasileiros não desistem nunca e lé fomos nós e após tres horas conseguimos chegar no local da queda infelismente ele havia queimado e o mais engraçado depois de tanto esforço para chegar no local onde era estremamente difícil o acesso o adereço e o cabresto de boca (que tinha bandeiras do Brasil bordados) não estavam mais lá algúem de um vilarejo próximo chegou antes e pegou insistimos mas nenhuma das pessoas proximas quis dizer onde estava, então resgatamos a boca a antena e a bandeira e quando chegamos de volta já eram 19:15 cansados mas felizes por mais uma aventura.O balão ficou pouco mais de 2 horas no alto e caiu a 100Km do local de soltura.

 

Concorrem a alguma premiação:

Boca de Ouro Colombia.

 

Agradecimento:

Primeiramente a Deus por tudo ter dado certo, aos amigos Dri e Bozzo pelo primeiro convite para ir ao México onde conhecemos os amigos da Colombia, ao Flavinho pelo Leque, Valtinho Conexão ABC por ter riscado o balão e sua esposa que costurou o cabresto de boca,Alex Art´s pelo adereço, Dudu pelo projeto da bandeira, Davi pela bancada, agradecimento especial a todos os baloeiros da Colombia em destaque a toda turma Tradicion Prohibida que nos recepcionou de uma forma fora do comum, aos amigos que sempre estão ao nosso lado e nos apoiam(não preciso citar nomes eles sabem quem são), a toda a Turma do Infinito que se dedicou e abraçou o projeto mesmo sabendo que só veriam por fotos e videos. ESSE BALÃO NÃO É APENAS DA INFINITO ELE É DO BRASIL!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! OBRIGADO A TODOS!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!.