Clique Aqui para conferir outros depoimentos



 

Pião 27 metros.
Entre Amigos - SP.

FICHA TÉCNICA:

Nome da turma: Entre Amigos/Mauá SP.
Modelo do balão: Pião Carrapeta.
Molde: Jessé (Sonho de papel, RJ)
Tamanho: 27,10 m.
Quantidade de gomos: 80.
Largura máxima do gomo: 56 cm.
Bainha de fechamento: 1 cm.
Papel utilizado: seda e kraft branco (no lugar da seda branca).
Cintamento: 430 cintas no total (fio dental e durex) variando nas distâncias de 4 a 11 cm.
Respiros: 24 fileiras (48 por gomo), mais 64 respiros no teto (2 m abaixo do birote), total 3904 respiros.
Fechamento: fio dental fino (trançado triplo).
Cola: 10 kg (5 na bandeira e 5 no balão).
Diâmetro da boca: 1,86mts.
Tamanho da bandeira: 35x51mts.
Tamanho dos tacos: 10 cm.
Bainha da bandeira: 1 cm.
Antena: feita toda com pau-flecha e abraçadeira plástica.
Cabresto de boca: 12 cordas de nylon (3 mm) com 8 m de distância da boca até a base do adereço e outras 12 cordas de nylon (3 mm) com 6 m de distância da base para o triângulo.
Cabresto da antena: fitilhos trançado com 60 m de distância.
Adereço: mascote da banda iron maiden (ediee the head).
Bucha: 35 kg, algodão e parafina.
Projeto do balão: Dudu/Raios do sol.
Projeto da bandeira: Dudu/Raios do sol.
Tempo de confecção: 3 anos.
Data da soltura: 16/05/2015.

INÍCIO DE TUDO:

Tudo começou quando estava navegando na internet, e em um site de projetos vi um projeto de pião com o Tema do Iron Maiden. (Já existia a ideia de fazermos um pião de 27 m).
Me interessei e passei a ideia para a turma, a maioria aprovou e compramos o projeto. Passado um tempo resolvemos mexer um pouco nos desenhos.
Conclusão, deixamos esse de lado e nosso amigo Dudu fez um novo projeto diferente do primeiro.

CONFECÇÃO:

O balão foi feito em 4 cones. Tiramos o molde e quadriculados em tacos progressivos, (4x6x8x10x12), usando para confecção papel Kraft branco (no lugar da seda branca) e seda para as demais cores. Balão feito todo em anéis e depois montado o gomo e fechado com fio dental fino (trançado triplo).
A bandeira foi confeccionada em 8 meses (por João, o Mexicano, (risos)), também sendo utilizado Kraft branco (no lugar da seda branca) e seda pra as demais cores.

SOLTURA:

Após uma tentativa sem sucesso, dessa vez pegamos uma bela manhã muito fria, porem com uma pequena brisa que entrou ao amanhecer. Toda logística (guardaria/campo) da soltura foi feita de maneira “diferente” queríamos que o balão subisse em nossa região, desfilasse em nossa área, próximo aos amigos, assim todos presenciassem o balão no campo e no alto, estávamos cientes dos riscos sob as condições (imprevisíveis) climáticas da região, mas decidimos arriscar.

EMOÇÃO: 

Estava tudo muito bom para ser verdade, tudo ocorria conforme o planejado, mas em questão de segundos a Entre Amigos migrou do céu ao inferno, do otimismo absoluto a “quase” uma frustração, mas foi mesmo uma manhã espiritualmente diferente, e pelas circunstâncias, podemos dizer que ocorreu dos males o menor.

“O ocorrido”: A Turma arquitetou uma soltura para que o balão saísse bem lento, pegasse a bandeira em “câmera lenta” com isso as buchas foram confeccionadas com esse intuito, não queríamos que o balão saísse com muita pressão, mas na hora da soltura havia uma insistente brisa, anulando os planos, apesar do ocorrido (poderia ter sido bem pior) deu tudo certo, o Balão e a Bandeira (bem confeccionados) suportaram a situação adversa. 

RESGATE:

Desceu a primeira vez entre Mauá e Ribeirão Pires, sendo liberado com o adereço.
Ficou no alto desfilando sobre a serra do mar passando por Cubatão, voltando para o planalto entre as Rod. Anchieta e Rod. Imigrantes, logo mais pegou um vento sentido sul indo para região de Mongaguá e Itanhaém.
Desceu por volta de 16:30 em mata fechada, segundo as primeiras informações, uma região de reserva indígena.
Durante a semana seguinte algumas turmas Infinito, VQV, Boca da Noite) tentaram, mas não conseguiram achar o balão.
Dias depois o pessoal da T. Em Cima da Hora, com a ajuda de um ultraleve acharam, os restos, do balão, e com muita dedicação, foram guerreiros, conseguiram chegar ao local da queda, mas infelizmente pouca coisa foi salva, colocaram um ponto final na história do resgate e trouxeram a boca e parte do adereço.
OBS: Parabéns ao pessoa da T. Em Cima da Hora pela coragem e persistência.


CONCORREM A ALGUMA PREMIAÇÃO:

Já ganhamos a melhor das premiações, sinceras congratulações e o reconhecimento de amigos e de pessoas desconhecidas, estamos cientes que cada detalhe do projeto foi feito tudo com muito carinho e dedicação. Sobre a Boca de Ouro estava decidido pela Turma (durante todo projeto de confecção e antes da soltura) a pedido de amigos o balão foi inscrito.


AGRADECIMENTOS:

Primeiramente a Turma os caras são Foda!! (menos um q não faz nada > Edu risos). Mas sem ele a Turma não sabe soltar os balões. Brincadeiras a parte, agradecer a todos que deram uma força direta e indiretamente, inclusive no ocorrido da soltura muitos se doaram mais que a própria Turma, difícil citar nomes, mas fica aqui a nossa sincera gratidão a todos que se “jogaram” para ajudar. Um agradecimento especial ao Fabinho que fez o adereço e se uniu a turma com toda dedicação como se fosse um integrante (Valeu moleque você foi foda!). E também ao Dudu/Raios do Sol que mais uma vez mostrou que é o cara nos projetos no taco e desenvolveu mais um projeto espetacular.

A caminho outros projetos ambiciosos porem humildes.
Até aproxima! Um Forte e Grato Abraço a Todos
T. Entre Amigos / Mauá.