Clique Aqui para conferir outros depoimentos



 

Pião de 24 metros Cana Pura - SP.

Ficha Técnica:

Molde:  Sonho de Papel (Jessé)
Quantidade de  gomos: 60
Cones: 4
Cintamento: 115
Tema: Maligno
Boca: 1,67 mts
Bucha: 19,8kg 4 rolos sendo 2 parafina e 2 parafina+sebo
Respiros: sem respiros no balão, apenas com o bico aberto (7cm)
Bandeira: 28,80 x 39,50
Antena: chapa com 5 travessões, pau flecha, encapada com seda, pregos e lacres, 70cm de largura
Cabresto:  57,80mts
 

Início de tudo: 

Em 2007, um conhecido mandou o projeto da bandeira por email, achei muito louco e fiquei pilhando pra ele me dar, haja vista, que ele nunca iria fazer. Ganhei dele o projeto da bandeira e do balão e neste tempo eu (Douglas) era de outra turma, haviam outros projetos na frente à serem feitos.

Em 2009 comecei a fazer a bandeira, logo em seguida saí da turma em que eu estava e em conversa com os integrantes, ficou “acertado” que se eu poderia ficar com o projeto. Nesta mesma época o João, que era da UBZS, saiu da turma e se juntou comigo pra fazer balão, nisso, ele trouxe também o 2000 (Leandro) e o Deitão(Adeilton).

Fomos fazendo as placas da bandeira e alguns outros balões em paralelo, em 2010 finalizamos a bandeira por completo. Aí era hora de começar o balão, que era pra ser uma Careca de 18mts e a bandeira um pouco maior, aí o João veio com a Idéia de fazer um Pião de 24, na hora topei. Um amigo fez o molde no AutoCAD compramos todas as folhas e fomos pro arrebento, demoramos um pouco mais de 1 ano pra terminá-lo, porque neste meio tempo nasceu a minha filha, com isso o tempo ficou um pouco mais escasso. 

Problemas:

Tivemos um problema no molde, por engano, algum cálculo foi feito errado e o 3º e 4º cone do teto tiveram alterações nos pontos. Como o balão era feito em placas de 2mts só descobrimos isso quando esticamos as placas na bancada pra montar os gomos.

Montamos o cone 3, fechamos e cintamos, quando os placas do 4º cone estava em cima da bancada para ser unido, veio um problema maior, um cano de água estourou e molhou tudo... Molhou os outros cones, a bandeira e algumas sedas. Por sorte, tudo estava embalado em plásticos e a água não infiltrou. Perdemos as placas do 4º cone, com isso, resolvemos fazer novamente o 4º cone, mas desta vez, mais simples, praticamente todo preto pra ser mais rápido.

Soltura:
 
Marcamos o dia 12/10 pra soltar, mas como o tempo não colaborou, ficamos na expectativa de abrir no final de semana seguinte, mais uma vez o tempo não colaborou. Com isso, todo dia olhava a previsão do tempo e informava que o domingo (22/10) o tempo ficaria show.

Levamos a antena, boca e mesa na sexta-feira. No sábado à noite, partimos pro campo, chegamos lá por volta 1h da madrugada, montamos tudo em pouco mais de uma hora. Improvisamos uma churrasqueira e passamos a noite inteira soltando juninos, comendo carne temperada com batata Ruffles (Eu esqueci o sal grosso) e tomando muita cerveja, os fracos tomaram refri e energético.

Por volta das 5:40hs, começou a vir umas nuvens baixas, mas como já estava tudo montado, mandamos ver, só não subiria se tivesse serração. 

Emoção:

Quando o balão ficou em pé e tomou forma, não acreditamos que os “erros” do molde não ficaram em evidência, parece que saiu um peso das costas, sensacional. 

Resgate: 

Até agora, não sabemos onde desceu. As últimas informações que nos passaram, é que o pessoal da USM desistiu na Serra das Araras(RJ). Meu sonho era soltar um balão pra ele cair na cidade do RJ, sonho quase realizado, não caiu na Cidade do RJ, mas pelo menos passou por lá. 

Concorrem Em Alguma Premiação?
 
Nunca.... Jamais... 

Agradecimentos: 

Há várias pessoas para agradecer, pois graças à Deus temos muitos amigos em que podemos contar e pra não esquecer ninguém, não vamos citar nomes dos mesmos.

Só vou citar dois nomes, pois foram duas pessoas fundamentais pra que nosso sonho se realizasse.

Camila (minha esposa) e Gisele (noiva do João), se não fosse a paciência de vocês duas, nada disso teria acontecido... OBRIGADO.